Marina Colasanti | Sempre Um Papo

15/07

Sala Juvenal Dias | Palácio das Artes | Av. Afonso Pena, 1537. Centro. Belo Horizonte

No dia 15 de julho, às 19h30, a Sala Juvenal Dias recebe a escritora Marina Colasanti, em mais uma edição do Sempre Um Papo.

A escritora Marina Colasanti é a convidada do Sempre Um Papo para debate sobre o tema “Coisas da Vida e do Mundo” e leituras de poemas e contos. No encontro, ela autografa os livros de contos “Hora de Alimentar Serpentes” e “Quando a Primavera Chegar”, ambos da Global Editora. A mediação será feita por Afonso Borges.

Hora de Alimentar Serpentes

Seguindo a trilogia já publicada, Marina Colasanti retorna ao gênero, incursionando com maestria por relatos breves e brevíssimos, pequenos e profundos como as picadas de serpentes. Esse é um grande e inquietante livro de minicontos fantásticos, no qual a temática é o convívio da autora com a cultura que ela recebeu e que também a construiu.

Quando a Primavera Chegar

Com ilustrações da própria autora e projeto gráfico de Claudia Furnari, a obra traz dezessete contos inéditos. Um crisântemo floresce na palma da mão, um menino nasce com um olho no meio da testa, um relojoeiro fabrica um robô, um rei precisa de povo. Tudo é surpreendente e tudo é verdadeiro no livre espaço do imaginário em que os contos deste livro acontecem. Mas não há estranhamento. Levado pela linguagem singular da autora, o leitor participa desse espaço, rumo a um encontro com suas próprias emoções.

Marina Colasanti lançou seu primeiro livro em 1968, o “Eu Sozinha”. De lá pra cá, publicou mais 50 obras, entre literatura infantil e adulta. Em 1994, ganhou o Prêmio Jabuti de Poesia, por “Rota de Colisão” (1993). Seu livro “Ana Z Aonde Você Vai?” ganhou os prêmios: Jabuti Infantil ou Juvenil, O melhor livro do ano, e o Melhor para o Jo-vem, da FNLIJ. Suas crônicas estão reunidas em diversas obras, dentre os quais “Eu Sei, Mas Não Devia”(1992). Nelas, a autora reflete, a partir de fatos cotidianos, sobre a situação feminina, o amor, a arte, os problemas sociais brasileiros, sempre com aguçada sensibilidade. É casada com o escritor Affonso Romano de Santana.

Informações

Local

Sala Juvenal Dias | Palácio das Artes | Av. Afonso Pena, 1537. Centro. Belo Horizonte

Horário

19h30

Duração

2h

Classificação

Livre

Informações para o público

(31) 3236-7400