Me Mostra | Teatro do Real

22/10 - 26/10

Teatro João Ceschiatti e Passeio Niemeyer | Palácio das Artes | Av. Afonso Pena, 1537. Centro. Belo Horizonte

Realizada de forma consecutiva desde 2017, a Me Mostra – Mostra de Cenas Curtas de Teatro do Centro de Formação Artística e Tecnológica da FCS chega à quinta edição neste ano. Explorando a noção de Teatro do Real, a mostra busca debater a representatividade do cotidiano nas artes cênicas, por meio de intervenções teatrais. Produzida em sua totalidade pelos alunos dos três anos do curso Técnico de Teatro do Cefart, as cenas serão apresentadas no Teatro João Ceschiatti e no Passeio Niemeyer, localizado próximo ao Parque Municipal Américo Renée Giannetti. Toda a programação da mostra é gratuita.

Acesse a PROGRAMAÇÃO.

De acordo com Anneliese Motta, aluna do segundo ano do curso de Teatro, a realização desta edição do Me Mostra é uma maneira de estudar novas opções do fazer teatral, explorando a noção de Teatro do Real. “A temática escolhida não é algo consolidado, e sim um processo de criação. Com a noção de Teatro do Real, os alunos passam a friccionar os limites entre a realidade e a ficção, investigando novas possibilidades de liberdade artística”, explica a aluna. A estudante também aponta a realização da mostra como uma forma de diálogo entre diferentes gerações do Cefart. “A Me Mostra chega a um momento de crescimento e consolidação. São cenas de alunos com participação de todas as turmas, do 1º ao 3º ano, e de ex-alunos convidados de várias gerações do Cefart, sejam aqueles que já estão no mercado há muito tempo ou aqueles que acabaram de entrar”, comemora.

No total, são mais de cem pessoas envolvidas na mostra, que não tem curadoria e abre espaço para diferentes propostas dos alunos. Para Giulia Haua, aluna do segundo ano do teatro, explorar a temática Teatro do Real é uma maneira inédita de entrelaçar novos elementos às apresentações. “As cenas poderão conter vestígios da vida do próprio artista, dados retirados de pesquisas e documentações históricas, interação com o público, e diversas outras formas de estudo do real”, explica. A temática começou a ser explorada a partir de uma pesquisa realizada pelos alunos por meio das redes sociais no primeiro semestre de 2019, na qual o público poderia apresentar sugestões de conteúdos para a construção de cenas.

No entanto, a consolidação do tema se deu após a última semana de agosto, com a realização do Curso Complementar “Teatros do Real”, que apresentou uma introdução ao campo, centrado na discussão sobre conceitos e procedimentos vinculados a essa corrente estética. Ministrado pela pesquisadora, professora, crítica teatral e jornalista Julia Guimarães, o curso foi uma importante introdução a abordagens teóricas, estudos de espetáculos, propostas de exercícios e cenas baseados em princípios criativos dos teatros do real, conduzindo alunos da escola de Teatro do Cefart e atores interessados à criação de cenas para a nova edição da Me Mostra.

Distanciamento e imersão no real – No teatro contemporâneo brasileiro, uma prática comumente explorada nas encenações é a ruptura com a ficção, seja através do distanciamento brechtiano – que utiliza o teatro épico como meio de instaurar uma quebra na ilusão cênica, deixando sempre claro ao espectador que ele está frente a uma obra de arte e de que a representação teatral é uma ilusão – ou pelo viés da imersão no real, ato que consiste em anexar fragmentos da realidade no interior da ficção em busca de potencializar ambos os planos. “Na mostra, pretendemos analisar quais efeitos esses recursos trazem para a representação cênica contemporânea, investigando suas aproximações e diferenças”, ressalta Haua.

Também é comum entre os alunos do Cefart ressaltar a importância da Mostra como forma de contato inicial dos alunos com os palcos. “As atividades práticas do curso acontecem apenas no terceiro ano, durante a produção do espetáculo de formatura. A Me Mostra é um espaço importante para estarmos em contato com a prática teatral desde o início, sendo uma importante preparação para o mercado de trabalho. A grandiosidade da mostra demonstra a vontade e a seriedade dos alunos”, comenta Haua.

Além de um contato inicial com o universo das artes cênicas, a Mostra tem sido um importante espaço de experimentação tanto para alunos quanto para os atores profissionais. “A mostra vem se consolidando como um importante espaço de experimentação. As cenas curtas têm saído daqui e apresentadas em mostras externas, como o Festival do Galpão Cine Horto e A-Mostra.lab”, completa a aluna Anneliese.

A antiga Me Mostra Livre, renomeada em 2018 para Me Mostra, foi realizada pela primeira vez em 2017 a partir da necessidade dos alunos vivenciarem experiências de criação desde o início do curso, num espaço experimental, criador e democrático, que contribuísse para a formação profissional.

Este evento tem correalização da APPA – Arte e Cultura.

 

Informações

Local

Teatro João Ceschiatti e Passeio Niemeyer | Palácio das Artes | Av. Afonso Pena, 1537. Centro. Belo Horizonte

Horário

19h

Classificação

16 anos

Informações para o público

31 3236-7400