Ópera La Traviata

18/10 - 24/10

Grande Teatro | Palácio das Artes | Av. Afonso Pena, 1537. Centro. Belo Horizonte

Uma das mais belas histórias de amor já representada nos palcos retorna ao Grande Teatro do Palácio das Artes em outubro: La Traviata, de Giuseppe Verdi. Sucesso de público e crítica em 2018, quando atraiu mais de 7 mil pessoas ao Palácio das Artes, e atendendo a pedidos, a ópera será encenada nos dias 18, 20, 22 (preço promocional) e 24 de outubro. Os ingressos já estão à venda com preços de R$60 (inteira) e R$30 (meia-entrada). Com direção musical e regência de Silvio Viegas, a superprodução da Fundação Clóvis Salgado reúne os solistas Jaquelina Livieri e Fernando Portari, protagonizando essa linda história de amor e tragédia.

Acesse o PROGRAMA da ópera.

Com libreto de Francesco Maria Piave e baseada no romance A Dama das Camélias (1848), de Alexandre Dumas Filho, a proposta da montagem da FCS é resgatar o frescor do período em que a ópera foi concebida. La Traviata é considerada a maior ópera de todos os tempos e já teve inúmeras encenações ao redor do mundo desde que estreou, em 1853, na Itália. Esta é a sexta montagem de La Traviata realizada pela Fundação Clóvis Salgado.

Ambientada na Paris do século XIX, a montagem será uma reposição cênica de Ronaldo Zero a partir da concepção e da direção de Jorge Takla para a Fundação Clóvis Salgado em 2018. A produção resgata todo o charme da Cidade-Luz revelando também os contrastes entre a alta sociedade, os valores burgueses e religiosos e a realidade festiva das cortesãs, que serviram de pano de fundo para o conturbado romance entre os personagens Violeta e Alfredo.

No elenco, estão importantes nomes da cena lírica nacional e internacional, como a argentina Jaquelina Livieri (soprano), representando a protagonista Violeta Valéry, além do brasileiro Fernando Portari (tenor), interpretando Alfredo Germont. Integram o elenco, ao lado da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, Coral Lírico de Minas Gerais e Cia. de Dança Palácio das Artes, os solistas Fabian Veloz (Giorgio Germont), Juliana Taino (Flora Bervoix), Fabíola Protzner (Annina); Thiago Soares (Gastone), Pedro Vianna (Barão Douphol), Cristiano Rocha (Marquês d’Obigny), Mauro Chantal (Dottore Grenvil), Lucas Damasceno (Giuseppe) e Thiago Roussin (Mordomo de Flora e Mensageiro).

 

PREÇOS PROMOCIONAIS:

Récitas dos dias 18, 20 e 24 de outubro: R$60,00 (inteira) e R$30,00 (meia-entrada);

Récita do dia 22 de outubro: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia-entrada).

 

SINOPSE:

1° ato

No salão da cortesã Violetta Valéry, acontece uma grande festa com a presença de aristocratas e burgueses. Chegam Gaston e seu amigo Alfredo Germont. Alfredo revela a Violetta a paixão que sente por ela.

2° ato (Cena 1)

Violeta não resistiu à paixão por Alfredo. Abandonou a capital, os amigos e a vida festiva para se dedicar apenas ao seu novo amor. Giorgio Germont, pai de Alfredo, acusa Violeta de arruinar seu filho e lhe pede que se separe de Alfredo.

 

INTERVALO

 

2º ato (Cena 2)

A separação de Violeta e Alfredo é o assunto principal do Baile Espanhol no Palacete de Flora. Para afastá-lo definitivamente, Violeta afirma amar outra pessoa. Indignado, o rapaz convoca aos gritos os convidados e, na frente de todos, humilha Violeta.

3° ato

A doença de Violetta agrava-se. Alfredo retorna, e o casal reafirma seu amor. Violetta parece melhorar, mas tem uma recaída e morre nos braços do seu grande amor.

Este evento tem correalização da APPA – Arte e Cultura.

Informações

Local

Grande Teatro | Palácio das Artes | Av. Afonso Pena, 1537. Centro. Belo Horizonte

Horário

18 e 24 de outubro, às 20h

20 de outubro (domingo), às 19h

Classificação

8 anos

Informações para o público

31 3236-7400