Ricardo Abramovay | Sempre um Papo

11/03

Sala Juvenal Dias | Av. Afonso Pena, 1537. Centro. Belo Horizonte

O escritor e professor sênior do Instituto de Energia e Ambiente da USP Ricardo Abramovay é o convidado do Sempre Um Papo para o debate e o lançamento do livro “Amazônia: por uma economia do conhecimento da natureza”. O evento será no dia 11 de março, quarta-feira, às 19h30, na sala Juvenal Dias, com entrada gratuita. A mediação será de Afonso Borges, idealizador do projeto de incentivo à leitura.

“Amazônia: Por Uma Economia do Conhecimento da Natureza” (Ed. Elefante) oferece argumentos e dados empíricos para contestar a visão tão frequente de que o crescimento econômico na Amazônia supõe a substituição de áreas florestais (em geral ocupadas por populações indígenas e ribeirinhas) por atividades agropecuárias tradicionais como a soja e a pecuária. Mostra também que a destruição florestal, além de privar o Brasil e o mundo de serviços ecossistêmicos indispensáveis à própria vida, apoia-se em atividades ilegais e, com muita frequência, no banditismo. As consequências do avanço do desmatamento são desastrosas para a economia da Amazônia e para a própria democracia brasileira. No lugar dos laços de confiança que poderiam emergir como resultado da exploração sustentável da floresta em pé, o atual modelo de ocupação da Amazônia fortalece a criminalidade e dissemina a insegurança por toda a região.

Ricardo Abramovay é professor sênior do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (USP). Fez sua carreira acadêmica na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP, da qual tornou-se professor titular em 2001. É autor ou coautor de treze livros, entre os quais Paradigmas do capitalismo agrário em questão (Edusp, 2007) e Muito além da economia verde (Planeta Sustentável, 2012), traduzido ao espanhol e ao inglês. Formado em filosofia pela Universidade de Paris Nanterre, é mestre em Ciência Política pela USP e doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Sua pesquisa mais recente concentra-se na interface entre desenvolvimento sustentável e revolução digital. É membro do conselho de diversas organizações da sociedade civil, como o Instituto Socioambiental, o Imazon e o Imaflora. Também integra o conselho do Museu do Amanhã.

Informações

Local

Sala Juvenal Dias | Av. Afonso Pena, 1537. Centro. Belo Horizonte

Horário

19h30

Informações para o público

(31) 3236-7400