Objetivos

A Mostra de Cenas Curtas é parte das atividades exercidas pelo alunos do curso técnico de Artes Dramáticas do CEFART, propondo um local de experimentação de criações artísticas dos alunos do curso de artes dramáticas. 

Nos dias 6 e 7 de dezembro, a mostra, intitulada Me Mostra Livrevem para Sala Juvenal Dias preencher uma lacuna muito importante para a formação artística. Em 2002, no então CEFAR (Centro de Formação Artística), o projeto Cena 5 possibilitava aos alunos internos, juntamente a alunos de outras escolas, a apresentação de cenas desenvolvidas no curso ou em paralelo a ele, projeto que possuía a coordenação da ex-professora Iara Fernandez. Assim, a Me Mostra Livre em sua primeira edição propõe um espaço experimental, criador, democrático, feito pelos alunos desde sua concepção, ainda como apenas uma ideia, até o resultado final em cena, no palco. Um lugar para criar autonomia nos alunos como artistas também inseridos na cena teatral de Belo Horizonte.

PROGRAMA

6/12 

MOSTRA ARTÍSTICA
Horário: 19hs
Local: Sala Juvenal Dias

E se?
Concepção, dramaturgia e iluminação: Caroline Cavalcanti e Marianna Callais

E se eu, ela, nós te contássemos um segredo? Você guardaria? Numa vizinhança pequena e hostil, histórias são contadas por elas. Um diálogo cheio de amarras e desamarras, certezas e penumbras, absurdos e veracidades. A tal real e a tal ficção se encontram entre ações que nos jogam para fora e para dentro. E se?

 

Festival de encontros significativos para uma nova era
Direção e dramaturgia: Coletiva
Atuação: Bremmer Guimarães e Victor Dornellas
Orientação cênica: Thiago Amador
Textos: Bremmer Guimarães, Francisco Dornellas e Victor Dornellas
Iluminação: Caroline Cavalcanti

O que nos faz cair? Quais pesos carregamos? Quais quedas estão marcadas em nosso corpo? Uma dupla de carregadores de caixas têm o tempo de uma espera para tentar levantar possíveis soluções.

 

Os burrrocratas
Atores e direção: Lucas Matias e Lucas Nicoli
Iluminação: Lucas Matias
Trilha sonora: Lucas Nicoli
Colaboração: Contraponto


Teatro burocrático e comicozinho.

 

OCT
Direção e Dramaturgia: Aldeir César Costa
Colaboração Dramatúrgica: Coletivo
Elenco: Alex Fidelis e Deydson Tcharles 
Luz: Kaka Correa

Um telefone. Um lugar. Seres. Seres querendo ser. Podendo ser? O que os seres fazem? Quem são esses seres? O que é ser? Ser. O telefone vai tocar.

 

Re(a)l ação
Atrizes: Efigênia Maria e Paula Libéria
Dramaturgia: Coletiva
Orientação: Cléo Magalhães
Direção Corporal: Ana Gabi
Luz: Lucas Matias

In Process - Relação entre corpos, binários, raciais, estrangeiros, humanos, tangíveis, corpos ordinários, curvilíneos, corpos nus ou não. Sem preceitos ou preconceitos, relação, apenas.

 

Crush
Espectatriz: Jennifer Candeias
Direção: Jennifer Candeias
Trilha: Sons do teatro

Sentada na platéia uma mulher aguarda o início de um espetáculo. A partir dai uma lupa é colocada sobre os micro acontecimentos e sensações vividas por essa espectadora. Dando voz aos seus pensamentos e ações aos seus impulsos. Um começo para o estudo sobre o “lugar” do espectador, e questionamento dos signos do teatro, que fazem parte desse ritual, o ritual do espectador, o ritual de sentar e assistir uma peça. Quando é que o espetáculo começa?

 

7/12

MOSTRA ARTÍSTICA
Horário: 19hs
Local: Sala Juvenal Dias 

Fome!
Direção: Luiz Garrocho
Atuação: Pedro Lanna e Rafael Batista
Iluminação: Caroline Cavalcanti
Preparação corporal: Sitaram Custódio

Dramaturgia coletiva a partir do texto Na Solidão dos Campos de Algodão, de Bernard-Marie Koltès. Cena experimental desenvolvida em sala de aula a partir de ferramentas improvisacionais de dança e teatro.

 

Não entres nesta noite acolhedora com doçura
Concepção dramatúrgica, atuação, cenário e figurinos: Letícia Bezamat e Renata Rocha Direção de atuação: Mariana Ruggiero 
Colaboração dramatúrgica: Fafá Rennó 
Trilha Sonora: Letícia Bezamat 
Iluminação e Som: Kaka Correa

Duas pessoas conversam virtualmente. Marcadas pela perda de energia, monotonia e inércia, elas discutem sobre o tempo. Cena livremente inspirada no texto "Zpatzeit", de Walter Moser, e no texto "Atravessa e me deseja boa sorte", de Felipe Moratori.

 

Cavalo-Fêmea
Elenco: Camila Marta, Eduarda Fernandes e Nayara Salles
Direção: Jennifer Candeias 
Trilha Sonora: Samuel Boy e elenco
Figurino: Thamiris Oliveira 
Dramaturgia: Autoral, inspirada no livro “Triste, Loucas e Más” e no livro “Quarta Corda” da poetisa Maria Emília de Figueiredo Goulart

Um cavalo-fêmea cavalgando nas ondas rubras de uma bacia de plástico, domado por cartelas de alumínio. Inspirada nos livros “Tristes, Loucas e Más” de Lisa Appiganesi e “Quarta Corda” da poetisa Maria Emília Gourlart, a cena conta a história de três irmãs com transtornos psicológicos, a partir de um recorte da realidade delimitado pelos cômodos de uma casa habitada pelo ócio e pela ausência. Atravessada por desejos de criança, fantasias escapistas, música e um segredo esquecido no passado. Como comportar três potências femininas num espaço incompatível ao tamanho de suas pulsões de vida? Como manter a individualidade e a sanidade nessa convivência constante e intensa?

 

printf("Hello World!");
Elenco: Gabriel Vasconcelos e Pablo Xavier

Dizem por aí que temos que agradecer ao sistema vigente pela invenção dos  computadores e celulares. Mas por que nesse mundo de grandes ambições, competições selvagens, a tão aclamada mercadoria Windows sofre com uma correnteza de infecções, enquanto o código livre Linux segue inalcançado?

 

COPAS
Direção, Dramaturgia e Atuação: Leandro Bolina
Iluminação: Caroline Cavalcanti
Trilha sonora: Barulhista

Um homem-preguiça capaz de questionar superioridades impostas a si. Quantas copas ainda nos restam? E, quantas tocas te entocam? 

 

Lugar
Concepção, dramaturgia, direção e atuação: Arthur Barbosa 
Iluminação e Som: Kaka Correa 
Provocação dramatúrgica e colaboração técnica: Adelita Siqueira e Kaka Correa

Quando um se choca com o outro, o que acontece? "Quem dita as regras sobre o que é dialeto e o que é língua é quem detém o poder". Pois este é o meu dialeto para com vocês. Isto não é um monólogo.

Data de início

06 de Dezembro de 2017

Data de término

07 de Dezembro de 2017

Endereço

Sala Juvenal Dias | Palácio das Artes

Preço

Entrada gratuita (sujeito à lotação do espaço)

Mais informações

EVENTO
Me Mostra Livre - Mostra de Cenas Curtas da Escola de Teatro do CEFART

DATAS
6 e 7 de dezembro

HORÁRIO
De 19h às 22h

CLASSIFICAÇÃO LIVRE

INFORMAÇÕES PARA O PÚBLICO
(31) 3236-7400 

Banner Rodapé Unimed
Banner Rodapé Vivo
Banner Rodapé Globo Minas