Objetivos

O álbum de família é o objeto escolhido pelo artista plástico Christus Nóbrega para a exposição Labirinto, que ocupa a Galeria Mari’Stella Tristão no período de 20 de dezembro a 4 de março.

São fotografias, foto-instalações, foto-objetos, vídeo-instalações e esculturas que revisitam a história social da Paraíba, tendo a renda labirinto como ponto de partida para as obras. O labirinto é um tipo de renda de linho feita exclusivamente por mulheres. De origem europeia, a produção se estabeleceu em Chã dos Pereira, na Paraíba, onde nasceu Christus Nóbrega.

Segundo o artista, as mulheres riscam sobre o linho um desenho e escolhem algumas zonas para desmancharem a trama do linho. “Primeiro, existe uma ideia de desmantelar o linho. Depois, essas mulheres desfiam parte do tecido e começam a reconstruir essa trama com os bordados, que acabam virando flores ou ornamentos. Então, o processo do labirinto é o desmantelamento e a reconstrução dessa trama”, explica. 

A curadoria, feita por Cinara Barbosa, privilegia o entrelace das peças sem pretender sugerir segmentos específicos, na tentativa de colocar as variações interligadas para preservar caminhos que, uma vez seguidos, possam sempre se bifurcar entre outros. De acordo com Christus Nóbrega, a exposição, que têm concepção expográfica do arquiteto Gero Tavares, está organizada em órbitas gravitacionais e zonas de aproximação que permitem múltiplos percursos. “A disposição das obras acontece como um arquivo e acesso de nossa própria memória, sempre de forma tridimensional, não linear e nebulosa”, explica Nóbrega. 

Memória coletiva

Christus Nóbrega se entregou a uma pesquisa durante três anos, viajando regularmente para a Paraíba. Nessa vivência, o artista rememorou a história de sua família, revisitou o lugar onde morou sua avó, que revendia o labirinto como forma de sustento. “A história da minha avó se conecta com a de outras mulheres no Brasil por ter ficado viúva, ser mãe de seis filhos e ter que entregá-los a outras famílias por falta de renda. Me dei conta de que o labirinto tinha essa perspectiva, essa metáfora de desmantelamento da trama e reconstrução familiar na sua produção. Achei uma ótima metáfora para falar sobre minha memória, que é individual, mas, de certa forma, é também coletiva, além de contar um pouco do passado do Brasil”, conta o artista.

Sobre o artista

Christus Nóbrega é artista e Professor Adjunto do Departamento de Artes Visuais (VIS), do Instituto de Artes (IdA) da Universidade de Brasília (UnB). Doutor e Mestre em Arte Contemporânea pela UnB. Leciona e orienta nos cursos de Pós-Graduação em Artes da mesma instituição. Vem participando regularmente de exposições nacionais e internacionais. Tem obras em acervos e coleções privadas e institucionais, a exemplo da Fondation Cartier – Paris, no Museu de Arte do Rio (MAR) - Rio de Janeiro, no Museu Nacional – Brasília, no acervo do Itamaraty e na Central Academy of Fine Arts – Pequim. É autor de livros e artigos científicos na área de artes e arte/educação. Indicado ao Prêmio Pipa (2017) e Premiado pelo Programa Cultural da Petrobras (2004 e 2011) e pelo Museu da Casa Brasileira (2004). Em 2015, representou o Brasil na China pelo Programa de Residência Artística do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, na universidade chinesa Central Academy of Fine Arts (CAFA).

Data de início

20 de Dezembro de 2017

Data de término

04 de Março de 2018

Endereço

Galeria Mari’Stella Tristão | Palácio das Artes

Preço

Entrada gratuita

Mais informações

EVENTO
Christus Nóbrega | Labirinto

HORÁRIO
De terça a sábado, das 9h30 às 21h, e domingo, das 16h às 21h

CLASSIFICAÇÃO LIVRE

INFORMAÇÕES PARA O PÚBLICO
(31) 3236-7400

Banner Rodapé Unimed
Banner Rodapé Vivo
Banner Rodapé Globo Minas