Objetivos

 

No dia 22 de março a Fundação Clóvis Salgado realiza o lançamento do catálogo PQNA Galeria Ano Hum, às 19h no espaço do Foyer do Grande Teatro do Palácio das Artes. 
Após a consolidação da PQNA Galeria como importante espaço para as artes visuais no Palácio das Artes, a Fundação Clóvis Salgado realiza o lançamento do catálogo que homenageia um ano de inauguração da galeria. 
O catálogo PQNA Ano Hum contém obras das exposições realizadas desde a inauguração, em fevereiro de 2017: Grandes Nomes: Acervo FCS; Borda!; Estórias Gravadas; O deserto não deixa pegadas; e O que as vandas não contam, com imagens, textos curatoriais e institucionais, além da biografia dos artistas. 
Os catálogos serão distribuídos, gratuitamente, aos presentes.

 

SOBRE AS EXPOSIÇÕES

Grandes Nomes: Acervo FCS

Período expositivo: 2 a 19 de fevereiro de 2017

Artistas: Amilcar de Castro, Beatriz Milhazes, Burle Marx, Faya Ostrower, Frans Krajeberg, Lotus Lobo, Marcelo Grassmann

Exposição que inaugurou o espaço da PQNA Galeria, com obras de artistas que integram o acervo da FCS: Amilcar de Castro, Beatriz Milhazes, Burle Marx, Fayga Ostrower, Franz Krajcberg, Lótus Lobo e Marcelo Grassman. Exposição composta por sete obras selecionados que, pela primeira vez, estiveram juntas em uma mesma exposição.

Borda!

Período expositivo: 5 de maio a 25 de junho

Artistas: Domingos Mazzilli, Juçara Costa e Rodrigo Mogiz

A subjetividade dos indivíduos, das relações humanas, a violência e a delicadeza foram destaque na exposição Borda!, com curadoria de Augusto Nunes-Filho. Por meio dos trabalhos de Domingos Mazzilli, Juçara Costa e Rodrigo Mogiz, a exposição evidencia as potencialidades da técnica do bordado, marcando o diálogo entre a tradição e a contemporaneidade. Os artistas usam linha e agulha para alinhavar diferentes narrativas e instigar reflexões que passam pela dor, homossexualidade, apagamento feminino e as construções sociais de gênero. 

Estórias Gravadas

Período expositivo: 5 de julho a 3 de setembro de 2017

Artista: Paulo Roberto Lisboa

Uma das mais remotas técnicas de impressão, a gravura em metal, foi o destaque da exposição Estórias Gravadas, do mineiro Paulo Roberto Lisboa. Nesse recorte – com aproximadamente 30 estampas originais –, sutilezas e poesia se encontram por meio das criações instigantes do artista, moldadas pelo constante exercício de observação de cenas cotidianas.

O deserto não deixa pegadas

Período expositivo: 12 de setembro a 12 de novembro

Artista: Leandro Gabriel

Esculturas em metal foram o destaque da exposição O deserto não deixa pegadas, do mineiro Leandro Gabriel, com curadoria de Luiz Sérgio de Oliveira. Nesse recorte, que reúne quatro obras inéditas, o artista molda e une pequenas placas de metal, com cores ferruginosas, trabalhando com a origem e o destino do ciclo da terra, da vida e da morte.

O que as vandas não contam

Período expositivo: 23 de novembro a 21 de janeiro

Artista: Greco Design

Exposição que traçou um panorama do percurso da empresa Greco Design em atuação nas áreas de identidade visual, sinalização e editoriais. Com milhares de postais imagéticos que registram os projetos e intimidades da equipe de designers da Greco, a mostra foi interativa e os visitantes poderam remover os post cards da parede e levá-los como recordação.

Data de início

22 de Março de 2018

Data de término

22 de Março de 2018

Endereço

Foyer do Grande Teatro do Palácio das Artes

Preço

Entrada Gratuita

Mais informações

EVENTO

Laçamento catálogos - PQNA Galeria

HORÁRIO

19h

CLASSIFICAÇÃO LIVRE 

INFORMAÇÕES PARA O PÚBLICO

(31) 3236-7400