Objetivos

Créditos: Frank Bitencourt

Nos dias 12 e 13 de maio,Orquestra Sinfônica de Minas Gerais convida o grupo Cobra Coral para uma das mais celebradas séries de concertos da Fundação Clóvis Salgado: o Sinfônica POP. Sob regência do maestro Sérgio Gomes, a orquestra sinfônica e o grupo se unem no palco do Grande Teatro do Palácio das Artes para uma noite que promete emocionar. 

Formado em 2011 por 4 amigos, Cobra Coral segue após a perda do seu idealizador e integrante, Flávio Henrique. Mais unidos do que nunca, Kadu Vianna, Mariana Nunes e Pedro Morais querem preservar a essência do trabalho e a identidade do grupo. Pensando nisso, o quarteto se torna agora um trio, já que Flávio não será substituído. O grupo possui dois discos lançados: Cobra Coral  (2012) e Pra cada um ser o que é (2015), além de um show em homenagem a Caetano Veloso. 

A cada encontro, o grupo resgata lembranças divertidas e muito alegres de tantos momentos vividos em conjunto. O clima é leve, divertido, de muito carinho e compreensão. É o início de um novo caminho, onde Flávio deixa de estar presente fisicamente mas permanece vivo na alma do Cobra Coral.

A grande delicadeza da vida é presentear essa emocionante volta aos palcos, com o maravilhoso projeto que é a Sinfônica POP, onde Mariana, Kadu e Pedro estarão acolhidos pelo público e abraçados pela orquestra. Os concertos já estavam marcados desde o ano anterior. Pensaram em uma homenagem e decidiram que a melhor maneira de fazer isso seria manter na íntegra, o repertório que havia sido escolhido com Flávio. Tudo isso torna esse concerto um momento único na historia do grupo e promete ser inesquecível.

 

PROGRAMA

Quadros Modernos

(Flávio Henrique, Toninho Horta e Murilo Antunes | Arranjo Tulio Mourão)

Faísca na medula

(Kadu Vianna e Murilo Antunes | Arranjo Fred Natalino)

Cobra Coral

(Caetano Veloso e Wally Salomão | Arranjo Marcelo Ramos)

Cigana

(Flávio Henrique e Brisa Marques | Arranjo Fred Natalino)

Luz do sol / lindeza

(ambas de Caetano Veloso | Arranjo Túlio Mourão)

Qualquer palavra

(Kadu Vianna, Pedro Morais e Magno Mello | Arranjo Fred Natalino)

Manha

(Flávio Henrique, Kadu Vianna, Mariana Nunes e Pedro Morais | Arranjo Marcelo Ramos)

Contos da lua vaga

(Beto Guedes e Márcio Borges | Arranjo Túlio Mourão)

Sim

(Flávio Henrique e Murilo Antunes | Arranjo Fred Natalino)

Canção da minha vida

(Pedro Morais e Magno Mello | Arranjo Marcelo Ramos)

O Quereres

(Caetano Veloso | Arranjo Túlio Mourão)

Casa Aberta

(Flávio Henrique e Chico Amaral | Arranjo Túlio Mourão)

Encontros e despedidas

(Milton Nascimento e Fernando Brant | Arranjo Marcelo Ramos)

E o que for já é

(Pedro Morais, Kadu Vianna e Magno Mello | Arranjo Fred Natalino)

Força estranha

(Caetano Veloso | Arranjo Fred Natalino)

 

PROJETO SINFÔNICA POP

A Música Popular Brasileira é um dos signos da criatividade do nosso povo. O Projeto Sinfônica Pop é um projeto em que a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais convida artistas brasileiros de renome para apresentar o rico repertório da MPB. Nessa parceria artística, a OSMG mostra sua versatilidade e proporciona ao público uma forma singular de fruição da música popular, além de gerar um importante acervo de arranjos orquestrais. Desde a estreia, em 2010, o Sinfônica Pop recebeu nomes como Wagner Tiso, João Bosco, Zizi Possi, Nana Caymmi, Gal Costa, Milton Nascimento, Ivan Lins, Filipe Catto, Mônica Salmaso, Luiz Melodia, Elba Ramalho, Zé Miguel Wisnik, Lenine e Chico César.

SÉRGIO GOMES

Graduado em trompa pela UFMG em 1997, nasceu no estado do Rio de Janeiro e iniciou seus estudos musicais com seu pai o maestro Sebastião Gomes e de trompa aos 11 anos na Escola de Música de Brasília com o professor Raimundo Martins. Em 1977, passou a integrar como primeiro trompista a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas atuando também como solista. Em 1981, foi convidado a participar da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais como primeiro trompista e solista. Esteve à frente da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais na Série Sinfônica no Museu, Concertos Educativos, Concertos no Parque, Concerto na Cidade, Sinfônica ao Meio-Dia, Sinfônica em Concerto e Sinfônica Pop. Atualmente, Sergio é o primeiro trompista solista e regente-assistente da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais. 

Orquestra Sinfônica de Minas Gerais

Considerada uma das mais ativas do país, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais cumpre o papel de difusora da música erudita, diversificando sua atuação em óperas, balés, concertos e apresentações ao ar livre, na capital e no interior de Minas Gerais. Seu atual regente titular é Silvio Viegas. Criada em 1976, foi declarada Patrimônio Histórico e Cultural do Estado de Minas Gerais em 2013. Participa da política de difusão da música sinfônica promovida pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Fundação Clóvis Salgado, a partir da realização dos projetos Concertos no Parque, Concertos Comentados, Sinfônica ao Meio-dia, Sinfônica em Concerto, além de integrar as temporadas de óperas realizadas pela FCS. Mantém permanente aprimoramento da sua performance executando repertório que abrange todos os períodos da música sinfônica, do barroco ao contemporâneo, além de grandes sucessos da música popular, com a série Sinfônica Pop.  Já estiveram à frente da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais os regentes Wolfgang Groth, Sérgio Magnani, Carlos Alberto Pinto Fonseca, Aylton Escobar, Emílio de César, David Machado, Afrânio Lacerda, Holger Kolodziej, Charles Roussin, Roberto Tibiriçá e Marcelo Ramos. Em 17 de janeiro de 2013 foi declarada Patrimônio Histórico e Cultural do Estado de Minas Gerais pela lei 20.628.

Lei da meia-entrada: A Lei Federal nº 12.933/2013 dispõe sobre o benefício do pagamento de meia-entrada para estudantes, idosos, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes em espetáculos artísticos culturais e esportivos. Clique e acesse o texto na íntegra.

 

Data de início

12 de Maio de 2018

Data de término

13 de Maio de 2018

Endereço

Grande Teatro do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro, BH)

Preço

R$ 60,00 (INTEIRA) | R$ 30,00 (MEIA-ENTRADA)

Mais informações

COMPRAR INGRESSOS

EVENTO
Sinfônica Pop | Cobra Coral

DATA                   
12 e 13 de maio 

HORÁRIO
Sábado 20h30 e Domingo às 19h 

LOCAL
Grande Teatro do Palácio das Artes 

INGRESSOS
R$ 60,00 (INTEIRA) | R$ 30,00 (MEIA-ENTRADA) 

CLASSIFICAÇÃO LIVRE

INFORMAÇÕES PARA O PÚBLICO
(31) 3236-7400

Banner Rodapé Unimed
Banner Rodapé Vivo
Banner Rodapé Globo Minas