Objetivos

O BDMG Cultural  e a Fundação Clóvis Salgado divulgam os vencedores do 5º Prêmio BDMG Cultural / FCS de Estímulo ao Curta-Metragem de Baixo Orçamento de 2018.

Foram contempladas(os) quatro cineastas em duas categorias: Estreante e Não Estreante.

Segue abaixo a carta da comissão:

Categoria estreantes:

A MULHER QUE EU ERA (Karen Suzane Silva)

Embora um projeto de elaboração um tanto iniciante, se apresenta como um dos mais ousados do ponto de vista formal, nas experimentações e recursos expressivos que propõe, tanto quanto nas referências autorais apresentadas. Se constrói em torno à temática extremamente relevante, por uma jovem realizadora negra, experiente em outras funções de produção e que estreia como diretora.

Se propõe experimentar representações ressignificadas da mulher negra em seus espaços limitados e, com isso, pode criar uma conexão com a experiência de diversas mulheres em nossa sociedade. O planejamento para a realização do filme apresenta coerência no cronograma e orçamento. 

ABDUÇÃO (Marcelo Lin) 

Projeto bastante interessante que flerta com a science fiction, cita Jairo Ferreira e reflete sobre cinema de invenção. Tem experiência construída e colaborativa com o cinema mais interessante e inventivo da periferia e seus coletivos estéticos. 

A proposta é de que o filme seja inteiramente realizado no Aglomerado da Serra, com pegada documental, incorporando ao filme traços do cotidiano e da personalidade desse território. Parafraseando o diretor: "pretendendo que a ficção entre com muito respeito dentro do documentário". A defesa do projeto pelo proponente foi bastante convincente de sua capacidade narrativa e inventiva.

SUPLENTES

1º SUPLENTE: A FLORESTA E O ESTRANGEIRO (Warlei de Assis Rodrigues) 

2º SUPLENTE: DEPOIS DE ONTEM (Luisa Bahuri Assis Lanna) 

Categoria não-estreantes: 

POÉTICA DE BARRO (Giuliana Danza)

Animação com proposta bastante amadurecida, que inova nos recursos expressivos propostos e técnicas, como a animação em argila em diálogo e aprendizado com tradição artística de populações tradicionais do estado - hoje majoritariamente exercida por mulheres, a modelagem cerâmica - de maneira formalmente criativa, não figurativa. Aborda conteúdo socioambiental.

CALMARIA (Leonardo Cata Preta Souza)

Um dos roteiros mais bem acabados e redigidos no conjunto de inscritos, sem abrir mão da inventividade formal e apostas estéticas ousadas. Afirmação das questões negras de forma inventiva, essa premiação reconhece a potência do trabalho que surge da articulação de artistas negros maduros na cena contemporânea de Belo Horizonte, nesse filme que se propõe a abrir a autoria da obra aos atores que dela participam, inovando também nessa metodologia.

Avaliação Geral

O resultado nas duas categorias procurou contemplar a paridade de gênero, garantindo às realizadoras mulheres igualdade de condições para produção, além de buscar premiar filmes que abordem temáticas conceitual e politicamente relevantes para o mundo contemporâneo, sem perder de vista a prioritária diretriz do edital no que diz respeito à invenção e experimentação formal.

Destacamos a qualidade de um grande número de projetos marcadamente na categoria não estreantes. Ressaltamos ainda, a dificuldade de premiar apenas duas obras em cada uma das categorias, o que demonstra o amadurecimento do campo cinematográfico local e a necessidade de ampliação de mecanismos para o seu fomento. Na composição deste resultado, levamos em conta a importante necessidade de democratização de recursos para que um maior número de grupos e artistas audiovisuais possam se expressar, permitindo a ampliação de perspectivas e o surgimento de novos realizadores e coletivos de produção na cena cinematográfica local, assim como a consolidação de trajetórias inventivas e, porque não, surpreendentes.

SUPLENTES

1º SUPLENTE: : HISTÓRIA DA LOUCURA (Filmes do Cerrado Produções Cinematográficas LTDA)

2º SUPLENTE: EU DURMO COMIGO (Ventura Produções Audiovisuais LTDA.) 

 

Júnia Torres, Sávio Leite, Tatiana Carvalho Costa

Data de início

20 de Julho de 2018

Data de término

20 de Julho de 2018

Endereço

Cine Humberto Mauro | Palácio das Artes

Banner Rodapé Unimed
Banner Rodapé Vivo
Banner Rodapé Globo Minas