Objetivos

Créditos: Washington Possato

Dias 10 e 11 de novembro, no Grande Teatro do Palácio das Artes, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais sobe ao palco para uma das mais celebradas séries de concertos da Fundação Clóvis Salgado: o Sinfônica POP. Sob regência do maestro Sérgio Gomes, a convidada desta edição é a cantora Leila Pinheiro

SINFÔNICA POP

A Música Popular Brasileira é um dos signos da criatividade do nosso povo. O Projeto Sinfônica Pop é um projeto em que a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais convida artistas brasileiros de renome para apresentar o rico repertório da MPB. Nessa parceria artística, a OSMG mostra sua versatilidade e proporciona ao público uma forma singular de fruição da música popular, além de gerar um importante acervo de arranjos orquestrais. Desde a estreia, em 2010, o Sinfônica Pop recebeu nomes como Wagner Tiso, João Bosco, Zizi Possi, Nana Caymmi, Gal Costa, Milton Nascimento, Ivan Lins, Filipe Catto, Mônica Salmaso, Luiz Melodia, Elba Ramalho, Zé Miguel Wisnik, Lenine e Chico César.

PROGRAMA

 

Abertura

Arranjo Fred Natalino

Verde

Eduardo Godin/Costa Netto

Arranjo Antônio Carlos Neves Campos / Adaptação Jether Garotti

Bésame

Flávio Venturini

Arranjo Fred Natalino

Bolero de satã

Paulo César Pinheiro

Arranjo Nelson Ayres

Valsa brasileira

Edu Lobo/Chico Buarque

Arranjo Nelson Ayres

Falando de amor

Tom Jobim/Flávio Mendes

Catavento e girassol

Guinga/Aldir Blanc

Arranjo, Hudson Nogueira / Adaptação Jether Garotti  

Caminhos cruzados

Tom Jobim/Newton Mendonça

Arranjo Jota Moraes / Adaptção Jether Garotti

Primavera

Carlos Lyra/Vinicius de Moraes

Arranjo Jaime Álem

Sabe você

Carlos Lyra/Vinicius de Moraes

Arranjo Jaime Álem 

Modinha

Tom Jobim

Arranjo Tiago Costa

Por toda minha vida

Tom Jobim

Arranjo Tiago Costa

Insensatez

Tom Jobim/Vinicius de Moraes

Arranjo Fred Natalino

Samba do avião

Tom Jobim

Arranjo Jota Moraes / Adaptação Jether Garotti       

Ela é carioca

Tom Jobim/Vinicius de Moraes

Arranjo Gilson Peranzzetta

Medley: Prá que chorar / Tem dó / Samba da Benção

Baden Powel / Vinícius de Moraes

Arranjo Antônio Carlos Neves Campos / Adaptação Jether Garotti

Medalha de São Jorge

Moacyr Luz-Aldair Blanc

Arranjo Rodrigo Morte 

 

Leila Pinheiro

Estrela do primeiro time da música popular brasileira, Leila Pinheiro é intérprete, compositora e pianista. Começou a estudar piano aos dez anos de idade. Aos vinte, desiste da faculdade de Medicina e realiza seu primeiro espetáculo, Sinal de Partida, em outubro de 1980, em Belém, sua cidade natal, onde estreou como cantora. Em maio de 1981, passa a morar no Rio de Janeiro e grava seu primeiro LP de maneira independente com produção de Raimundo Bittencourt. Excursionou com o Zimbo Trio em shows pelo exterior em 1984, mas o sucesso veio na verdade em 1985, quando ganhou o prêmio de cantora-revelação no Festival dos Festivais, da TV Globo, onde defendeu o samba Verde - de Eduardo Gudin e José Carlos Costa Neto - seu primeiro sucesso radiofônico. Seu CD “Benção, bossa nova” (1989), celebrou as três décadas da bossa no Brasil e no Japão, com Leila e um de seus maiores criadores - Roberto Menescal. “Coisas do Brasil” (1993), produzido pelo pianista Cesar Camargo Mariano, e “Catavento e Girassol” (1996), com as parcerias  de Guinga e Aldir Blanc, são três grandes referências da intérprete, suas escolhas e parceiros.  Em seus 38 anos de carreira, gravou 19 CDs e três DVDs, interpretando o cancioneiro brasileiro clássico por seus grandes criadores - os que vieram vindo e os que vêm chegando. Leila Pinheiro é sinônimo da melhor música brasileira: clássica, moderna, eterna.

Sérgio Gomes - Regência

Graduado em trompa pela UFMG em 1997, nasceu no estado do Rio de Janeiro e iniciou seus estudos musicais com seu pai o maestro Sebastião Gomes e de trompa aos 11 anos na Escola de Música de Brasília com o professor Raimundo Martins. Em 1977, passou a integrar como primeiro trompista a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas atuando também como solista. Em 1981, foi convidado a participar da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais como primeiro trompista e solista. Esteve à frente da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais na Série Sinfônica no Museu, Concertos Educativos, Concertos no Parque, Concerto na Cidade, Sinfônica ao Meio-Dia.

Orquestra Sinfônica de Minas Gerais

Considerada uma das mais ativas do país, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais cumpre o papel de difusora da música erudita, diversificando sua atuação em óperas, balés, concertos e apresentações ao ar livre, na capital e no interior de Minas Gerais. Seu atual regente titular é Silvio Viegas. Criada em 1976, foi declarada Patrimônio Histórico e Cultural do Estado de Minas Gerais em 2013. Participa da política de difusão da música sinfônica promovida pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Fundação Clóvis Salgado, a partir da realização dos projetos Concertos no Parque, Concertos Comentados, Sinfônica ao Meio-dia, Sinfônica em Concerto, além de integrar as temporadas de óperas realizadas pela FCS. Mantém permanente aprimoramento da sua performance executando repertório que abrange todos os períodos da música sinfônica, do barroco ao contemporâneo, além de grandes sucessos da música popular, com a série Sinfônica Pop.  Já estiveram à frente da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais os regentes Wolfgang Groth, Sérgio Magnani, Carlos Alberto Pinto Fonseca, Aylton Escobar, Emílio de César, David Machado, Afrânio Lacerda, Holger Kolodziej, Charles Roussin, Roberto Tibiriçá e Marcelo Ramos.

Este evento tem correalização da APPA - Arte e Cultura

Lei da meia-entrada: A Lei Federal nº 12.933/2013 dispõe sobre o benefício do pagamento de meia-entrada para estudantes, idosos, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes em espetáculos artísticos culturais e esportivos. Clique e acesse o texto na íntegra.

Data de início

10 de Novembro de 2018

Data de término

11 de Novembro de 2018

Endereço

Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 - Centro - BH/MG)

Preço

R$ 60 (INTEIRA) | R$ 30 (MEIA-ENTRADA)

Mais informações

COMPRAR INGRESSO

EVENTO

Sinfônica POP convida Leila Pinheiro

HORÁRIO

Dia 10 (sábado) às 20h30

Dia 11 (domingo) às 19h

DURAÇÃO

80 min.

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA

10 anos

INFORMAÇÕES PARA O PÚBLICO

(31) 3236-7400

Banner Rodapé Unimed
Banner Rodapé Vivo
Banner Rodapé Globo Minas