Objetivos

Créditos: Thamiris Resende | ASCOM FCS

A charmosa Casa da Ópera de Ouro Preto, considerada o teatro mais antigo das Américas em funcionamento, recebeu a vibrante voz docantor, ator e diretor Marcelo Veronez em um show intimista e cativante. A apresentação, que foi um sucesso de público, fez parte da edição do programa Minas Pocket Música, iniciativa da Fundação Clóvis Salgado que reúne artistas autorais em apresentações únicas.

Acompanhado dos multi-instrumentistas Barulhista e Paulim Sartori, Veronez marcou o início da itinerância desta edição do programa, com uma maneira única de interpretar canções populares brasileiras e internacionais. Músicas marcantes de seu álbum autoral “Narciso deu um grito”, lançado em setembro de 2017, também marcaram a apresentação. O artista as intercalou com leituras dramáticas de textos das compositoras Déa Trancoso e Milena Torres, e da dramaturga Marina Viana.

O público, das mais variadas idades, incluiu diversos fãs do trabalho de Veronez. “Já presenciei diversos shows dele, mas é a primeira vez que assisto neste formato tão próximo ao espectador. Foi uma experiência intensa e muito enriquecedora”, conta Marcelo Borges (45), ator residente em Mariana que acompanha o trabalho de Veronez e se inspira na mistura entre música e performance teatral feita pelo artista no palco.

Créditos: Thamiris Resende | ASCOM FCS

Aqueles que o ouviram pela primeira vez também se encantaram com a interpretação singular do cantor. Marina Alves (27), estudante de comunicação que passava por Ouro Preto como turista, diz ter se emocionado com o repertório da apresentação. “Músicas de Fafá de Belém, Gilberto Gil, e até mesmo Lou Reed! Além de uma interpretação maravilhosa, os músicos presentes no palco deixaram tudo ainda mais harmônico. Com certeza, ganharam uma fã”, conta.

Um show que atrai a plateia dificilmente decepciona os artistas no palco. Marcelo Veronez declarou ao público, durante a apresentação, seu amor pela cidade e pela recepção calorosa. “É sempre um prazer cantar em Ouro Preto, sou recebido com muito carinho. O show foi sublime, e a relação com o público foi de troca e energia, deixando tudo ainda mais empolgante”, conta o cantor, que agradeceu a presença dos companheiros de longa data Barulhista e Paulim Sartori. “Esses artistas formam comigo o meu trabalho, e também influencio no trabalho deles, resultando em shows dinâmicos como o de hoje. Além de parceiros no trabalho, temos uma relação forte de amizade e cumplicidade”, conta Veronez. Ao final da apresentação, o artista agradeceu a Fundação Clóvis Salgado pela oportunidade de levar mais uma vez a música mineira ao interior, convidando a todos para a próxima apresentação do Minas Pocket Itinerância, em Viçosa. No dia 7 de novembro é a vez da banda Graveola (antes denominada Graveola e o Lixo Polifônico) se apresentar na Universidade Federal de Viçosa, no Espaço Acadêmico Cultural Fernando Sabino, com show inédito e gratuito. Os ingressos serão distribuídos no local, com retirada uma hora antes da apresentação.

Data de início

03 de Outubro de 2018

Data de término

03 de Outubro de 2018

Endereço

Casa da Ópera | Ouro Preto - MG

Preço

Entrada Gratuita

Banner Rodapé Unimed
Banner Rodapé Vivo
Banner Rodapé Globo Minas