Curta no Almoço | Um Corpo Feminino e Ingrid

publicado por Fernanda Sanglard em 10 de julho 2019

A Fundação Clóvis Salgado promove, por meio do Cine Humberto Mauro, mais uma edição da mostra Curta no Almoço. Nesta sexta-feira, 12 de julho, estarão em cartaz os curtas Um Corpo Feminino, de Thaís Fernandes que integrou a Mostra Mulher: Corpo Político no 20º FESTCURTASBH, e Ingrid, de Maick Hander que participou da Competitiva Minas no 19º FESTCURTASBH.

 

Quando nomeamos uma coisa, ela perde ou ganha sentido? Um Corpo Feminino propõe um jogo aparentemente simples: pergunta para mulheres de diversas gerações a definição de algo que em teoria as unifica. Parte de um projeto transmídia, o filme é a porta de entrada para uma narrativa que possui muitos pontos de vista e nenhuma resposta certa.

 


Ingrid nos apresenta Ingrid Leão, uma mulher trans registrada a partir da montagem que une as reflexões da
personagem a imagens de seu corpo. Enquanto ouvimos seu texto autobiográfico, assistimos ao experimentalismo visual nas imagens, a respeitosa e ao mesmo tempo próxima observação de seus recantos e texturas: a atenção a sua pele, poros, cabelo, respiração e mínimos movimentos. O cubismo do corpo partido pela investigação do cinema, reunido aos poucos: a partir dos fragmentos, Ingrid vai se tornando inteira.