Zé Geraldo é a próxima atração da série de lives #ARteSAlva

publicado por Daniel Helvecio em 4 de setembro 2020

Natural de Rodeiro, na região da Zona da Mata Mineira, o cantor Zé Geraldo é o próximo convidado da série de lives #ARteSalva, que reúne grandes nomes da MPB. A apresentação do cantor acontece neste sábado (5/9), às 19h30, na Rede Minas. Com participação de Luma Schiavon, a apresentação é a terceira da série de quatro lives que integram o pacote de ações do movimento #ARtesalva, em apoio aos profissionais da Cultura e Turismo de Minas Gerais.

Iniciativa da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), por meio da Fundação Clóvis Salgado e da APPA – Arte e Cultura, viabilizada pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, a série especial de lives estreou em agosto, com apresentação especial de Tetê Espíndola e Lucina. O encerramento da série especial vai contar com a participação de Chico César e Marcelo Caldi.

O repertório do show de Zé Geraldo reúne algumas das mais belas composições do artista. Entre as obras apresentadas, estarão as músicas “Como diria Dylan”, “Bicho Grilo” e “Senhorita”. Luma Schiavon dividirá o palco com o artista durante a intepretação de “Janeiro”, composição autoral da cantora.

Desde seu lançamento, em 1º de junho, o movimento #ARteSalva realiza inúmeras ações de apoio às cadeias produtivas da Cultura e do Turismo, por meio de articulação e reforço logístico a campanhas de arrecadação de doações, prestação de informações sobre acesso a políticas públicas, linhas de crédito, ações de capacitação e editais, entre outras atividades.

Essa rede de solidariedade já arrecadou 484,8 toneladas de cestas básicas, beneficiando 327 mil pessoas. Até o momento, foram 36 lives e R$ 6 milhões em editais de fomento. Mais de 60 parceiros, entre empresas, representantes da sociedade civil e do poder público se mobilizaram para que o #ARteSalva conquistasse números tão expressivos.

Zé Geraldo
O cantor e compositor Zé Geraldo caiu na estrada cedo. Com 18 anos foi estudar e trabalhar em São Paulo, ainda com o sonho de se tornar jogador de futebol. Mas o destino mudou e, com pouco mais de 20 anos, suas jogadas foram transformadas em versos e canções. Por cerca de oito anos a vida do artista foi dividida entre os estudos, o trabalho e os palcos dos bailes da periferia paulistana nos finais de semana.

Entre 1975 e 1978 participou de inúmeros Festivais, até gravar, em 1979, seu primeiro disco, “Terceiro Mundo” (CBS). Ainda pela CBS lançou “Estradas” (80) e “Zé Geraldo” (81). Canções como “Cidadão”, “Como Diria Dylan” e “Senhorita”, indispensáveis no repertório de seus shows, fazem parte desta primeira safra de gravações, assim como “Doce”, com a qual Zé Geraldo participou do Festival MPB-Shell de 1980, e “Milho aos Pombos”, que tornou o artista conhecido em todo o Brasil.

Com mais de 30 anos de carreira, Zé Geraldo tem 15 discos lançados, fora coletâneas e compactos. Com o Duofel lançou o cd “Acústico” (1996/Paradoxx) e com o amigo de muitos anos, Renato Teixeira, gravou “O Novo Amanhece” (2000/Kuarup). Seu 14º cd, “Tô Zerado”, foi relançado em 2004, pelo Sol do Meio Dia.

O primeiro DVD de Zé Geraldo, “Um Pé no Mato – Um Pé no Rock”, foi lançado em junho de 2006. Gravado Ao Vivo em 2005, no Teatro do Sesc Pompéia, em São Paulo, também saiu em cd. E o DVD mais recente foi gravado em 2010 no Auditório Ibirapuera, em São Paulo, e também saiu em CD.

Música e solidariedade
O público de casa pode contribuir com doações para o #ARteSalva, durante a exibição dessa série, na Rede Minas. Ao longo de cada apresentação, é disponibilizado um QR Code para que as pessoas possam colaborar com os artistas e os profissionais da Cultura e Turismo de Minas Gerais em situação de vulnerabilidade social. As doações ao #ARteSalva dentro da ação desta live também podem ser feitas clicando AQUI.

A Fundação Clóvis Salgado mantém parceria com as seguintes instituições: Patrocínio Master: Cemig / Unimed / Instituto Unimed. Patrocínio: Vivo / Usiminas / Instituto Usiminas / Itaú Cultural: Promoção: Globo / Rádio Inconfidência / Rede Minas: Correalização: Appa – Arte e Cultura.

Lei Federal de Incentivo à Cultura / Secretaria Especial da Cultura / Ministério do Turismo / Governo Federal / Lei Estadual de Incentivo à Cultura / Governo de Minas Gerais.