Mostra – Centenário Blake Edwards

27/09/22 - 12/10/22

Cine Humberto Mauro - Av. Afonso Pena, 1537 - Centro, Belo Horizonte

Homenageando a trajetória cinematográfica de um dos mestres da comédia hollywoodiana, a Fundação Clóvis Salgado, por meio do Cine Humberto Mauro, apresenta a mostra Centenário Blake Edwards, que exibe, entre os dias 27 de setembro e 12 de outubro, 15 filmes realizados pelo cineasta que completaria 100 anos em 2022.

 

Integram a programação presencial e gratuita as obras Anáguas a Bordo (1959), Bonequinha de Luxo (1961), Um Convidado Bem Trapalhão (1968), A Corrida do Século (1965), Vício Maldito (1962), Escravas do Medo (1962), Sementes de Tamarindo (1974), S.O.B. Nos Bastidores de Hollywood (1981), A Pantera Cor-de-Rosa (1963), Um Tiro no Escuro (1964), A Volta da Pantera Cor-de-Rosa (1975), A Nova Transa da Pantera Cor-de-Rosa (1976), Vítor ou Vitória? (1982), Os Dois Indomáveis (1971) e Mulher Nota 10 (1979).

 

 

CONFIRA A SINOPSE DOS FILMES E A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA MOSTRA

 

 

Bonequinha de Luxo

 

A mostra também apresenta as tradicionais sessões comentadas dos programas Cinema e Psicanálise e História Permanente do Cinema. O encontro do Cinema e Psicanálise exibe o longa Mulher Nota 10 e conta com comentários da psicanalista Virgínia Carvalho. Já as sessões do programa História Permanente do Cinema, apresentam os filmes Se Meu Apartamento Falasse, com comentários do professor e crítico cinematográfico Fábio Feldman, além da exibição de Escravas do Medo, com participação no debate do professor e cineasta José Ricardo Miranda Júnior.  As sessões comentadas são destinadas a alunos e professores das redes estaduais, municipais e privadas de ensino da região Metropolitana de Belo Horizonte, bem como ao público em geral que manifeste o interesse na participação.

 

As obras Vamos à América (1935) e As Três Noites de Eva (1941), dos diretores Leo McCarey e Preston Sturges, homenageados em mostras pelo Cine Humberto Mauro em 2022 e inspirações confessas de Blake Edwards, também englobam a programação e estarão disponíveis on-line, gratuitamente, através da plataforma cinehumbertomauromais.com durante o período da mostra.

 

 

Os eventos da FCS contam com patrocínio master da Cemig, ArcellorMittal, AngloGold Ashanti e Usiminas por meio das Leis Estadual e Federal de Incentivo à Cultura, além do apoio cultural do Instituto Hermes Pardini. A correalização é da APPA – Arte e Cultura.

 

 

A Fundação Clóvis Salgado é integrante do Circuito Liberdade, complexo cultural sob gestão da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) que reúne diversos espaços com as mais variadas formas de manifestação de arte e de cultura em transversalidade com o turismo.

 

Victor ou Victoria

De Bonequinha de Luxo a Pantera Cor-de-Rosa – Seguindo o viés temático de mostras produzidas pelo Cine Humberto Mauro em 2022 que trazem o lado humorístico de Hollywood em pauta, o cinema de Blake Edwards é marcado profundamente pela comédia – entrelaçada com o desastre. O diretor utilizava de um estilo sarcástico e controverso em seus filmes, buscando em suas tramas uma oposição à uma ordem estabelecida, alternando para a anarquia e o caos.

 

Roteirista, produtor e diretor de seus filmes, Edwards alcançou um patamar extremamente relevante na história da sétima arte. Marcado por sucessos estrondosos em seu cinema autoral, principalmente nos anos 1960, como a série de filmes A Pantera Cor-de-Rosa e o longa Bonequinha de Luxo, suas obras são reconhecidas até os dias atuais pelos amantes e realizadores de cinema como fonte de referência e alusões em estudos cinematográficos do campo da comédia romântica.

 

 

 

Apesar de legitimado pelo lado humorístico, a obra de Blake Edwards transita por diversas vertentes do cinema. O diretor, produtor e roteirista, realizou filmes nos gêneros de drama, ação, musical, romance, faroeste e até mesmo no terror. Falecido em 2010, seu valor artístico foi reconhecido pela Academia em 2004, com o prêmio de Oscar Honorário Pelo Conjunto da Obra, em celebração a sua memorável trajetória no cinema.

 

A Nova Transa da Pantera Cor-de-Rosa

Parcerias emblemáticas e conturbadas – A carreira do diretor foi notoriamente marcada por parcerias com grandes astros de Hollywood, principalmente, com o comediante Peter Sellers. O ator interpretou seis vezes o simbólico personagem Inspetor Clouseau na franquia A Pantera Cor-de-Rosa, além de ter trabalhado mais uma vez com Edwards no cômico Um Convidado Bem Trapalhão.

 

Apesar do extremo sucesso em suas obras conjuntas, a relação pessoal entre os artistas entrelaçou-se negativamente ao longo do tempo. O conturbado e longo relacionamento profissional de ambos é expressado com clareza no filme Vida e Morte de Peter Sellers (2004). O diretor e o ator passaram por diversas desavenças, especialmente, durante a produção polêmica e controversa da série de filmes A Pantera Cor-de-Rosa, fechando um ciclo de obras aclamadas pelo público.

 

Mais uma célebre parceria da carreira de Edwards teve início a partir dos anos 1970, com sua esposa e estrela de Hollywood, Julie Andrews, atriz renomada por grandes sucessos atemporais como Mary Poppins (1964) e A Noviça Rebelde (1965). A parceria entre o casal é marcada pelos filmes Lili, Minha Adorável Espiã (1970), que está localizado em uma esfera do cinema notável pelo início da Nova Hollywood. O longa sofreu forte interferência dos estúdios em seu roteiro, resultando em um desagrado final de Edwards e Andrews. Após 11 anos, o casal realiza o filme S.O.B. Nos Bastidores de Hollywood (1981), satirizando as grandes indústrias cinematográficas norte-americanas da época.

 

Destaques da programação – A programação da mostra exibe os principais sucessos da carreira de Blake Edwards, entre as inesquecíveis comédias e as parcerias com grandes astros de Hollywood. Entre os destaques, figura-se o longa Bonequinha de Luxo, um filme protagonizado pela estrela Audrey Hepburn, representando uma protagonista com espírito livre e que se tornou um símbolo cultural feminino dos anos 60.

 

 

A mostra também exibe quatro filmes da franquia A Pantera Cor-de-Rosa, apresentando as melhores facetas da parceria entre Blake Edwards e Peter Sellers. Outros filmes em evidência na programação marcam a diversidade artística do diretor atrás das câmeras, como o terror psicológico Escravas do Medo, o drama O Vício Maldito, além do faroeste Os Dois Indomáveis.

 

Vício Maldito

 

Debates e sessões comentadas A sessão comentada do programa Cinema e Psicanálise ocorre no dia 30/09 (sexta-feira), às 19h30, com presença da psicanalista da Escola Brasileira de Psicanálise Virgínia Carvalho e exibição do longa Mulher Nota 10, filme com forte viés psicológico e autobiográfico em sua narrativa. Já as sessões do História Permanente do Cinema, apresentam, no dia 06/10 (quinta-feira), às 16h, o longa Se Meu Apartamento Falasse, de Billy Wilder, outro dos grandes mestres da comédia de Hollywood, com comentários do professor e crítico cinematográfico Fábio Feldman.  Os debates se encerram no dia 11/10 (terça-feira), às 16h, com exibição de Escravas do Medo, que conta com comentários do professor e cineasta José Ricardo Miranda Júnior. As sessões comentadas são destinadas a alunos e professores das redes de ensino da região Metropolitana de Belo Horizonte, bem como ao público em geral que manifeste o interesse na participação.

 

Na plataforma cinehumbertomais.com estarão disponíveis durante o período da mostra os filmes As Três Noites de Eva, de Preston Sturges, e Vamos à América, de Leo McCarey, obras que ironizam a situação política dos Estados Unidos da época, abordam a batalha dos sexos e fazem críticas e abordagens narrativas semelhantes ao processo de criação de Blake Edwards.

Informações

Local

Cine Humberto Mauro - Av. Afonso Pena, 1537 - Centro, Belo Horizonte

Informações para o público

3236-7400