Orquestra Sinfônica de Minas Gerais

Criada em 1976, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, corpo artístico gerido pela Fundação Clóvis Salgado, é considerada uma das grandes orquestras do país.

O repertório interpretado pela OSMG inclui desde o clássico tradicional, como balés, concertos, sinfonias e obras sacras, até o mais significativo da música popular, com a série Sinfônica Pop. No Sinfônica Pop já se apresentaram nomes como Rosa Passos, Gal Costa, Zizi Possi, Nana Caymmi, Wagner Tiso e João Bosco.

A Orquestra apresenta-se em eventos locais e nacionais, além de cidades do interior de Minas, com o intuito de difundir a música erudita. A OSMG atua também na temporada de óperas produzidas pela Fundação Clóvis Salgado.

Dentre seus regentes titulares figuraram os maestros Wolfgang Groth, Emilio de César, Sergio Magnani, Carlos Alberto Pinto da Fonseca, Aylton Escobar, David Machado, Afrânio Lacerda, Holger Kolodziej, Charles Roussin, Roberto Tibiriçá e Marcelo Ramos.

Iniciativas para difusão da música erudita

Para propiciar ao público a proximidade com o universo da música de concerto, são desenvolvidos diversos projetos que possibilitam a fruição tanto no espaço convencional de um teatro quanto em outros espaços culturais e públicos da cidade de Belo Horizonte.

Como iniciativas de destaque, podem ser citadas a tradicional série Concertos no Parque e as séries Sinfônica no Museu, Concertos Sinfônicos, Sinfônica Pop e Concertos Didáticos.

Informações