Itinerância 22º FESTCURTASBH | SETEMBRO

03/09/21

Cine Humberto Mauro e plataforma CinehumbertomauroMais

Enraizadas (2019), de Gabriele Roza

 

A Fundação Clóvis Salgado dá continuidade, por meio do Cine Humberto Mauro, às sessões da Itinerância 22º FESTCURTASBH, exibições especiais de curtas-metragens que integraram a edição do Festival que aconteceu entre outubro e novembro de 2020. Os filmes serão exibidos presencialmente no Cine Humberto Mauro nas sextas-feiras, às 13h, promovendo uma programação gratuita em um horário alternativo. Os curtas também serão disponibilizados na plataforma CineHumbertoMauroMais a partir das sextas-feiras, às 13h, saindo do ar na segunda-feira seguinte, às 13h.

No primeiro fim de semana, do dia 3 de setembro até o dia 10 de setembro de 2021, o curta mineiro Doze (2019) fica em cartaz. A narrativa se passa através de imagens de arquivo em VHS traça um retrato fraterno e poético em homenagem ao irmão mais velho da diretora. Na semana seguinte, do dia 10 de setembro ao dia 13 de setembro de 2021, será disponibilizado o curta Entre Nós e o Mundo (2019), que levou Menção Honrosa na Competitiva Brasil. A sensível obra apresenta ao espectador o luto de uma mãe que perdera seu filho pelas mãos do Estado, através de uma colagem afetuosa de fotografias, áudios e memórias.

A itinerância continua com a animação Mãtãnãg, a Encantada (2019), que se baseia em uma história tradicional do povo Maxakali, grupo indígena do Vale do Mucuri. As ilustrações para o filme foram realizadas em oficina na Aldeia Verde, no município de Ladainha, em Minas Gerais. O curta fica em cartaz do dia 17 de setembro até o dia 20 de setembro de 2021. Por fim, será exibido o documentário Enraizadas (2019), do dia 24 de setembro ao dia 27 de setembro. O filme apresenta a tecedura dos fios capilares em tranças nagôs como um processo não restrito à beleza estética, mas também de conhecimento ancestral, de afetos, resistência e afirmação de identidade.

 

Mãtãnãg, a Encantada (2019), de Shawara Maxakali e Charles Bicalho

Itinerância

Evento tradicional dentro da programação fixa do Cine Humberto Mauro, a Itinerância do FestCurtasBH  consiste em reapresentar para o público um recorte da edição anterior do evento – composto por curtas que se destacaram – e, ao mesmo tempo, representa um aquecimento para a edição do 23°FESTCURTASBH, cuja realização está prevista para novembro de 2021.

Bruno Hilário, Gerente do Cine Humberto Mauro,  destaca a possibilidade de o público rever os filmes através do projeto. “Esta é uma nova oportunidade para que os públicos tanto de Minas Gerais quanto de outros estados do Brasil possam assistir aos curtas-metragens que se destacaram no ano passado”. Antes da pandemia, filmes exibidos em edições passadas do FESTCURTASBH eram selecionados e enviados para circularem por cidades do interior de Minas Gerais, porém, em 2021, o formato do evento precisou ser modificado para atender ao público diante da nova realidade. Desta forma, a “Itinerância 22°FESTCURTASBH” fará parte da programação do Cine Humberto Mauro nos próximos meses, reexibindo outros destaques da 22ª edição do festival.

Governo de Minas Gerais e a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, por meio da Fundação Clóvis Salgado, e a Codemge – Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais, apresentam “Itinerância 22º FESTCURTASBH”.  Os eventos da Fundação Clóvis Salgado têm a correalização da APPA – Arte e Cultura, patrocínio master da Cemig, viabilizado pelas Leis Estadual e Federal de Incentivo à Cultura, e da AngloGold Ashanti e Unimed-BH / Instituto Unimed-BH¹, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, além do patrocínio ouro da Codemge.

¹O patrocínio da Unimed-BH / Instituto Unimed-BH é viabilizado pelo incentivo de mais de cinco mil médicos cooperados e colaboradores.

A Fundação Clóvis Salgado é integrante do Circuito Liberdade, complexo cultural sob gestão da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) que reúne diversos espaços com as mais variadas formas de manifestação de arte e de cultura em transversalidade com o turismo. Trabalhando em rede, as atividades dos equipamentos parceiros ao Circuito buscam desenvolvimento humano, cultural, turístico, social e econômico, com foco na economia criativa como mecanismo de geração de emprego e renda, além da democratização e ampliação do acesso da população às atividades propostas.

 

Doze (2019), de Clara Tempone

22°FESTCURTASBH

A 22ª edição do FESTCURTASBH aconteceu entre os dias 23 de outubro e 1° de novembro de 2020, com sua programação sendo exibida integralmente de forma on-line, por meio da plataforma CineHumbertoMauroMais, em razão da pandemia. A 22ª edição apresentou, ao todo, 106 filmes de 34 países e 12 estados brasileiros, disponibilizados em 9 mostras que contemplaram diversos públicos.

Essas mostras foram distribuídas em três categorias: especial, competitivas e paralelas. A mostra especial foi um tributo à cineasta Carole Roussopoulos (1945-2019), que usava o cinema para retratar diversas formas de ativismo. As mostras competitivas premiaram os melhores filmes da edição nas categorias “Minas”, “Brasil” e “Internacional”. Na oportunidade, cada obra recebeu 5 mil reais, além do Troféu Capivara. Já as mostras paralelas foram montadas representando os olhares específicos da comissão técnica do evento sobre temáticas urgentes e diferentes linguagens cinematográficas.

 

PROGRAMAÇÃO E SINOPSES

 

Doze, de Clara Tempone (MG/BRA, 2019) | Livre | 9′

On-line: 03 a 06/09

Presencial (Sessão Curta no Almoço): 03/09, às 13h

Sinopse: Registros familiares em VHS dotados de beleza singular, poemas vacilantes, inserções pontuais e fusões em tela, além de uma sugestiva trilha musical, forjam um tecido de memórias e afetos do mundo subjetivo da diretora, aqui trabalhados numa experimentação singular, motivada pela saudade e pelo amor por seu irmão mais velho. (Vinícius Andrade)

 

Entre Nós e o Mundo, de Fabio Rodrigo (SP/BRA, 2019) | Livre | 17′

On-line: 10 a 13/09

Presencial (Sessão Curta no Almoço): 10/09, às 13h

Sinopse: Com sensibilidade e cuidado, o filme nos diz da história para além das estatísticas, da vida vivida para além da morte matada. As fotografias nos conduzem por uma afetuosa apresentação de Theylor. Um bebê sorridente, o neto querido pela avó, sempre ali ao lado do irmão Nicolas. Sua mãe, Erika, divide-se entre a espera de Alicia – iminência de vida –, o luto por seu menino mais velho e a preocupação com Nicolas, pois a morte não cessa nas periferias, e a cada 23 minutos nasce uma nova saudade. (Alessandra Brito)

 

Mãtãnãg, a Encantada, de Shawara Maxakali e Charles Bicalho (RJ/BRA, 2019) | Livre | 14′

On-line: 17 a 20/09

Presencial (Sessão Curta no Almoço): 17/09, às 13h

Sinopse: Realizado com os Maxakalis de Aldeia Verde (MG), este filme reconta, por meio da animação – com uma gama de cores, contornos e passagens –, uma história tradicional desse povo indígena. Mãtãnãg, seguindo os passos do espírito do seu companheiro morto, atravessa barreiras até chegar na aldeia dos mortos. O convívio neste outro plano faz ela escolher voltar à imanência. No entanto, a linha que separa os planos de existências é tênue, e rompê-la incide em transformações e retornos. (Fabio Rodrigues)

 

Enraizadas, de Gabriele Roza, Juliana Nascimento (RJ/BRA, 2019) | Livre | 14′

On-line: 24 a 27/09

Presencial (Sessão Curta no Almoço): 24/09, às 13h

Sinopse: Se trançar cabelos crespos é trama contínua, aqui o cinema documentário compreende que tal entrelaçamento se faz em sentidos múltiplos: as tranças e as histórias de vida, os saberes advindos da experiência e o conhecimento acadêmico, a ancestralidade e a atualidade viva das práticas e saberes. Aliás, o debate conduzido cumpre com destreza o papel de nos engajar no tema, jamais se dissociando de uma estética propositiva que se encontra expressa em corpos, palavras, estilos, cenas e vidas negras. (Vinícius Andrade)

Informações

Local

Cine Humberto Mauro e plataforma CinehumbertomauroMais