Objetivos

A Fundação Clóvis Salgado e o BDMG Cultural tornam público o resultado do recursos do processo de habilitação do 5º Prêmio BDMG Cultural / FCS de Estímulo ao Curta-Metragem de Baixo Orçamento 2018.  O edital é uma realização do BDMG Cultural, Fundação Clóvis Salgado e Ministério da Cultura por meio da Secretaria do  Audiovisual  e Lei de Incentivo à Cultura.

Acesse aqui o resultado.

Os projetos habilitados serão enviados à comissão de seleção para análise da proposta de curta-metragem. Está comissão será composta por: Junia Torres, Sávio Leite e Tatiana Carvalho Costa.                                                                                                                                                                                                                                            

Junia Torres é antropóloga e documentarista, produtora cultural. Organizadora e curadora do forumdoc.bh -  Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte desde sua primeira edição. Em 2018 o forumdoc.bh realiza sua vigésima segunda edição anual e consecutiva. Integrante da Associação Filmes de Quintal.  Foi diretora dos seguintes longas documentais: A Rainha Nzinga Chegou (em finalização); O Jucá da Volta (2014); Nos olhos de Mariquinha (co-direção: Cláudia Mesquita, 2008); Um Olhar sobre os Quilombos no Brasil (co-direção: Cida Reis, 2007); Aqui Favela, o Rap Representa (co-direção: Rodrigo Siqueira, 2004). Em 2016 foi antropóloga-pesquisadora de projetos no que resultaram nos documentários: Saberes do Sagrado: Irmandades do Rosário e Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro: Olhares Indígenas. Ambos realizados de forma compartilhada com as comunidades (edição colaborativa) ou em processos formativos (oficinas). É curadora de audiovisual do Mekukradjá, Encontro de Escritores e Realizadores Indígenas, realizado no Instituto Itaú Cultural, SP, anualmente desde 2016. Foi curadora e produtora das mostras: Política e Palavra no Documentário, Sesc Minas 2016; Cinema: Território Ameríndio, Sesc Minas, em 2017. Produtora executiva das mostras: Cinema Português Contemporâneo- às margens da indústria, Sesc Minas, 2018 e Mostra Retrospectiva Helena Solberg, CCBB RJ/ CCBB SP/ CCBB Brasília, 2018.  Compôs a Comissão de Avaliação do Edital Rumos Itaú Cultural edital 2017/2018. Integrou o júri de diferentes festivais e mostras de documentários no Brasil e participou da comissão de seleção de editais como DOCTV Brasil e DOCTV Minas, Festival Internacional de Curtas Metragens de Belo Horizonte. Foi curadora de cinema do Festival de Arte Negra em 2003 e 2005. Foi curadora de audiovisual e produtora do 44 e 45 Festival de Inverno da UFMG, entre outros. É doutoranda e pesquisadora em Antropologia Social pela Universidade Federal de Minas Gerais. 

Sávio Leite estudou Comunicação e é Mestre em Artes Visuais pela UFMG. É diretor de curtas-metragens, professor de cinema de animação no Centro Universitário UNA e coordenador de workshops de vídeo e imagem, tendo colaborado ainda em vários projetos cinematográficos. Seus trabalhos foram apresentados e premiados em importantes festivais ao redor do mundo. Nominado três vezes ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Foi júri em festivais na Finlândia, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Armênia e em diversos outros no Brasil. É curador junto ao grupo de teatro Oficina Multimédia da mostra de Cinema: cultura, arte e poder realizada há oito anos e que integra a programação do Verão Arte Contemporânea de Belo Horizonte. Fundador e um dos diretores do TIMELINE – Festival Internacional de Video Arte de Belo Horizonte. Fundador e um dos diretores da Múmia – Mostra Udigrudi Mundial de Animação. Organizador dos livros: Subversivos: o desenvolvimento do cinema de animação em Minas Gerais, 2013 e Maldita Animação Brasileira, 2015. Em 2017 lançou a coletânea MUMIA de Animações Mineiras em comemoração ao centenário da animação brasileira. Traduziu o livro Jorge Sanjinés e Grupo Ukamau – Teoria e prática de um cinema junto ao povo.

Tatiana Carvalho Costa  é realizadora audiovisual e mestre em Comunicação Social (UFMG). Coordenadora do projeto PRETANÇA e integrante do movimento Segunda Preta. Professora no Instituto de Comunicação e Artes do Centro Universitário UNA, integrante do grupo de pesquisa CORAGEM - Comunicação, Raça e Gênero, ligado ao PPGCom/UFMG, e colaboradora do Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania LGBT - NUH/UFMG. Realiza trabalhos de pesquisa acadêmica e de produção audiovisual relacionados às subalternidades contemporâneas.

Data de início

25 de Junho de 2018

Data de término

25 de Junho de 2018

Endereço

Cine Humberto Mauro

Banner Rodapé Unimed
Banner Rodapé Vivo
Banner Rodapé Globo Minas