Objetivos

Com um timbre intenso e uma interpretação cativante, a cantora e compositora Malena Muyala fez sua estreia em palcos mineiros durante a edição do programa Minas Pocket Música, iniciativa da Fundação Clóvis Salgado que reúne artistas autorais em apresentações únicas. 

Acompanhada do pianista uruguaio Gustavo Montemurro, a cantora marcou o início da internacionalização do programa com uma maneira única de cantar tangos e milongas – genuínas expressões culturais da região Sul da América Latina. O público, que também apreciou a abertura do evento com o grupo mineiro Cappella em Trio, encheu a Sala Juvenal Dias, no Palácio das Artes, para conhecer e se encantar com as canções autorais de Muyala.

Cultuada como uma das grandes vozes do Uruguai na atualidade, a cantora apresentou canções de seu sétimo álbum, Temporal (2015), baseado na música folclórica de seu país. O CD já rendeu o Disco de Ouro uruguaio e também o Prêmio Graffiti de melhor disco de tango. Tomada por um compasso que mistura drama e paixão, a primeira apresentação de Muyala no Palácio das Artes foi marcada por uma viagem musical à sonoridade dos pampas. 

“Estou muito feliz com o convite da Fundação Clóvis Salgado e agradeço muito a presença de todos. É uma alegria imensa poder cantar as canções do meu país para vocês”, disse Muyala à plateia. A simpatia da cantora não se ateve apenas aos ouvintes: para encerrar o show, Muyala convidou as componentes da banda Cappella em Trio para uma participação especial, encerrando a apresentação com chave de ouro. 

Segundo Ana Alvarenga, integrante do Cappella em Trio, abrir a apresentação de uma grande cantora é uma honra e uma imensa responsabilidade. “A experiência é de pura felicidade, de crença que estávamos naquele lugar para nos encontrar. Não se trata somente de abrir um show, mas de abrir os caminhos – das emoções, das liberdades, das possibilidades. Quando ela nos chamou ao palco para um breve canto a quatro vozes femininas, nos falou – em segredo – diante de toda a plateia: ‘agora somos uma família’, o que ela repetiu no camarim após o show para cada uma de nós e também aos nossos músicos acompanhantes. Dividir o palco foi somar e multiplicar a nossa família artística, semeando novos sonhos. Tudo isso, claro, com um belo público. Foi sublime”. 

Na próxima apresentação do Minas Pocket Música o público terá a oportunidade de conhecer mais uma importante voz da América Latina. No dia 3 de outubro é a vez da argentina Mimi Kozlowski se apresentar na Sala Juvenal Dias com show inédito de seu álbum Vento da Memória, reunindo clássicos de tango porteño, boleros, sambas, tonadas, valsas e outros ritmos. O multiartista Marcelo Jiran fará a abertura do show, com canções que celebram a musicalidade do povo latino.

Os ingressos para a apresentação já estão à venda, custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada) e podem ser adquiridos na bilheteria do Palácio das Artes ou no site www.ingressorapido.com.br. 

Data de início

12 de Setembro de 2018

Data de término

12 de Setembro de 2018

Endereço

Sala Juvenal Dias | Palácio das Artes (Afonso Pena, 1.537, Centro. BH)

Banner Rodapé Unimed
Banner Rodapé Vivo
Banner Rodapé Globo Minas